PUBLICIDADE
Projeto de lei que proíbe fogos de artíficio com estouro deve ganhar força em 2019
27/12/2018 10:42 em NOTÍCIAS DE SÃO CARLOS

Um abaixo assinado que circulou nas redes sociais (Facebook w WhatsApp) no final de novembro e início de dezembro solicitando apoiadores para que um projeto de lei que proíba a soltura de rojões e fogos de artifício com efeito sonoro em São Carlos em datas especiais (passagem de ano, por exemplo), deve ganhar força em 2019. O documento tem 1,5 mil assinaturas.

A idealizadora do abaixo assinado (https://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/43633) é a professora de Educação Física Micheli Catóia que possui ainda um site (www.cachorroevoce.com). Ela possui dois cães adotados (Preta e Preinha) que sofrem com o barulho provocado pelos fogos e afirmou ao São Carlos Agora que no início do ano irá trabalhar junto aos vereadores na Câmara Municipal para que a reivindicação saia do papel e vire lei.

 

“A meta é preservar a integridade física dos nossos animais de estimação. Eles sofrem com o barulho infernal. Se machucam, tentam fugir e muitas vezes são atropelados. Há muitas formas das pessoas comemorarem nessas datas. Não há necessidade de fogos de artifícios. As vezes até nós somos vítimas”, lembrou.

FERIMENTOS GRAVES E FUGA

Nas redes sociais, dois casos graves que envolveram animais de estimação na passagem do dia 24 (véspera) e dia 25 (Natal), em dezembro, relacionados aos fogos de artifício.

 

Na Redenção, uma cachorra pastora alemã se desesperou com os estampidos e tentou pular a grade de proteção da casa do seu proprietário. Contudo haviam lanças.Ela sofreu cortes no pescoço e nas patas e perdeu muito sangue. Necessitou transfusão de sangue e seu estado é crítico. O veterinário que a atendeu, teme for infecção.

 

No Jardim Zavaglia, uma cachorrinha adotada de nome Estrela também se desesperou com os fogos de artifício e fugiu.

FONTE: São Carlos Agora

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!